Síndrome de Peter Pan e Complexo de Wendy

Síndrome de Peter Pan e Complexo de Wendy

Sempre que ouvimos que um homem ou uma mulher adulta está agindo feito criança birrenta ou um adolescente revoltado, logo dizemos que parece sofrer da síndro

publicidade
publicidade

Sempre que ouvimos que um homem ou uma mulher adulta está agindo feito criança birrenta ou um adolescente revoltado, logo dizemos que parece sofrer da síndrome de Peter Pan. Normalmente, esta é uma forma pejorativa de definir alguém que parece não ter a maturidade emocional para uma situação específica.

Entretanto, a síndrome de Peter Pan existe e é muito real. Foi diagnosticada oficialmente pela primeira vez em 1983 pelo psicólogo estadunidense Dan Kiley ao referir-se a homens que apresentavam traço de personalidade narcisista em comorbidade a comportamentos infantilizados e com dificuldade de assumir a maturidade inerente da vida em relação ao mercado de trabalho e constituição de família.

O principal lema de pessoas com síndrome de Peter Pan é justamente a fala desse personagem de ‘crescer? Não, obrigado.’ Em termos práticos refere-se aos homens que tem dificuldade de saírem de seus lares sustentados pelos pais. Não gostam de ser contrariados e possuem enorme dificuldade em lidar com o outro que pensa e age diferente dele. Gosta de ser o centro das atenções independente do local onde esteja. Por exemplo, é aquele perfil de homem que quer chamar mais a atenção durante a festa de aniversário de um amigo.

O psicólogo Dan Kiley apontou 6 sintomas característicos de portadores desse problema emocional comportamental, sendo estes:

  • 1) Irresponsabilidade no que se refere à faculdade, família, trabalho e responsabilidades no cuidado consigo mesmo (contas a pagar) ou com o outro (parceiro amoroso) não sabendo lidar com compromissos assumidos ou dados;
  • 2) Solidão: preferem ficar acomodados a ter que enfrentar alguma situação. Acreditam que a responsabilidade de sua vida deve-se ao outro, pois, ‘não pediu para nascer’ ou ‘não pedi para casar comigo’;
  • 3) Conflito com autoridades: são homens com dificuldades de lidarem com problemas, entrando em conflito especialmente com pessoas de autoridade masculina;
  • 4) Egocentrismo à flor da pele: são narcísicos ao extremo, tendo opiniões agressivas e tendenciosas a respeito de tudo e de todos, sendo o único portador da verdade;
  • 5) Intransigente ao papel sexual: são homens que adoram julgar atividades sociais como papéis referentes a homens ou mulheres. Por...

    exemplo, cuidar de filhos seria um papel exclusivo da mulher e o trabalhar por dinheiro um papel exclusivo do homem;

  • 6) Comportamentos amorais: tende a ter comportamentos que em nada tem relação com qualquer tipo de moral e ética, visto que seus desejos e comportamentos têm de estar acima de qualquer outra coisa.

Mas, não é apenas o homem que possui essa dificuldade de amadurecer e assumir responsabilidade. Nesse mesmo caminho, existem as mulheres que se desdobram e fazem diversas atividades além do necessário. A esse comportamento denominamos como Complexo de Wendy, na qual há mulher tem a urgência de estar sempre cuidando de outra pessoa de forma descomedida.

Para entender os sintomas desse complexo basta relembrarmos as atitudes da personagem descrita no conto de James Barrie.

Wendy era a personagem que se preocupada em demasia com seus irmãos e com todos os demais, com a urgência de sempre satisfazer aos outros. Essa necessidade pode ser vista psicologicamente como tendo 5 comportamentos visíveis:

  • 1) Está sempre pronta a ajudar o outro não importa o momento ou a situação. Geralmente tem prejuízos em alguma área ou adquire comportamentos de autossabotagem;
  • 2) Cuidado extremo pelo bem-estar do outro podendo sofrer com pensamentos ou sensações de culpa se algo de ruim chegar acontecer com quem ama. Visível em relacionamentos familiares e amorosos;
  • 3) Sempre tenta assumir a responsabilidade que cabe ao outro pela sensação de sentir-se útil;
  • 4) Depende da aceitação de outros para se sentir bem em um grupo, quando não é amparada tenta se esquivar ou sair do ambiente;
  • 5) Possui comportamento de se desculpar por tudo e em todo momento, sendo exageradamente educada.

Pois bem, se você identificou em seu comportamento ou de alguém próximo a Síndrome de Peter Pan ou o Complexo de Wendy, é importante rever como anda sua autoestima e segurança. Pois, ninguém é dono da verdade ao mesmo tempo em que ninguém precisa de outro para ser 100% feliz na vida. Menos é mais não só na moda ou na alimentação. É assim também na saúde mental e na difícil arte de lidar com o outro.

Aviso Saudável
Os conteúdos dos artigos e demais informações divulgadas não devem substituir a orientação ou o diagnóstico de profissionais de saúde ou um especialista na área de saúde.

publicidade
publicidade