5 coisas que não podem faltar na sua dieta para se livrar de dores nas costas

5 coisas que não podem faltar na sua dieta para se livrar de dores nas costas

Se você sofre de dores nas costas, sabe o quanto dolorosa e debilitante, isso pode ser. Você também pode ter tentado uma série de medidas reativas para aliviar dores nas cost...

Se você sofre de dores nas costas, sabe o quanto dolorosa e debilitante, isso pode ser. Você também pode ter tentado uma série de medidas reativas para aliviar dores nas costas, de exercícios musculares suaves como praticar ioga.

O que você pode não estar ciente de, no entanto, é que também existem numerosos métodos preventivos de evitar dor nas costas. Absorver os nutrientes certos de sua dieta é crucial, por exemplo, força muscular e flexibilidade, garantindo que você possa manter um peso saudável.

5 nutrientes que irão ajudá-lo a aliviar a dor nas costas

Os seguintes nutrientes também permitem seu corpo de se reparar após uma lesão, que pode também anular o risco de reclamações a longo prazo e aliviar dores nas costas:

1. Cálcio

Vamos começar com o cálcio, o que provou qualidades que permitem que os músculos possam se contrair e relaxar corretamente (incluindo aqueles que rodeiam o seu coração e outros órgãos). Isso pode ser encontrado em vários alimentos, incluindo frutas cítricas, soja, tofu, salmão e sardinhas. Vegetais folhosos como couve e brócolis são também fontes naturais viáveis, embora semelhantes itens como acelga e ter um impacto negativo sobre as taxas de consumo.

Homens e mulheres devem apontar para um consumo médio de 1.200 miligramas cada dia, que a utilização do corpo de cálcio também pode ser reforçada com o consumo de vitamina D.

2. Potássio

Potássio é outro nutriente chave e que serve como papel crucial de comunicação para os impulsos nervosos para grupos musculares individuais (que lhes permite esticar e relaxar como necessário). Embora isto está presente na carne, grãos e produtos lácteos, continuam a ser um componente seminal de frutas e legumes e estas devem desempenhar uma função central na sua dieta. Ambos os homens e as mulheres também precisam ingerir um estimado 4.700 miligramas por dia, para que itens como bananas e batatas devem ser consumidos regularmente.

Para cuidados preventivos, os pais devem também incentivar o consumo de potássio em seus filhos desde a infância. Afinal de contas, nações como os EUA e o Reino Unido têm desproporcionalmente elevadas taxas de dor nas costas e entre a cota mais baixa, recomendada de frutas e vegetais por dia, enquanto as escolas estão já em parceria com estabelecimentos como Premier Polytunnels para capacitar dietas mais saudáveis entre os jovens.

3. Proteína

Enquanto está provado que a falta de proteínas pode limitar sua capacidade de construir massa muscular, isso também dificulta a capacidade do corpo para a manutenção e reparação de tecidos danificados. Por outro lado, uma dieta rica em proteína melhora os níveis de energia e permite que os músculos se contraem adequadamente, por isso é importante consumir alimentos como frango, peixe, carne, ovos e leite. Os níveis de consumo recomendados só diferem ligeiramente entre atletas e cidadãos comuns, com duas ou três porções de proteína magra o suficiente para manter a funcionalidade.

Se você é vegetariano ou vegan e não pode consumir carne ou produtos lácteos, considere a introdução de leguminosas, sementes, grãos e legumes escuros, com folhas em sua dieta.

4. Vitamina C

Já abordamos sobre a importância da vitamina D em sua dieta, mas também a vitamina C é um componente vital. Este nutriente produz colágeno, que é um tecido conjuntivo que compõe um escalonamento 90% de todos os músculos em massa em forma humana. Também pode ser encontrado na maioria das frutas, itens especialmente cítricas, como laranjas e limões.

Mais uma vez, vegetais também são uma rica fonte de vitamina C, com pimentões, brócolis, couve de Bruxelas, espinafre, tomates e batatas todos os principais componentes dietéticos. Se você é um homem, aponta para um nível de consumo médio de 90 mg a cada dia, enquanto mulheres devem visar uma ingestão ligeiramente inferior de 75 miligramas.

5. Ferro

A relação entre ferro e músculo tem sido bem pesquisada, com as antigas ativando células vermelhas do sangue para oxigenar o último. Uma dieta rica em ferro pode garantir que suas células musculares forneçam o nível necessário de oxigênio para os tecidos do núcleo e as fibras, permitindo que funcionem bem sob estresse e durante um período prolongado de tempo. Esta é a chave para a redução da lesão, particularmente para aqueles que trabalham em trabalhos fisicamente exigentes.

Ferro pode ser encontrado em carne vermelha, aves, ovos, frutas e cereais fortificados, enquanto também é um componente chave dos vegetais verdes, como espinafre e brócolis. O nível de consumo diário, recomendado para homens e mulheres com idade de 51 anos é 8 miligramas, e isso sobe para 18 miligramas para as mulheres que são mais velhas do que isso.